sexta-feira, 30 de abril de 2010

O menor dentro de mim

"Você se ama realmente? Posso lhe pedir para fazer um pequeno teste? Precisa ser feito hoje a noite no banheiro. Não se esqueça de fechar a porta para não despertar a curiosidade de uma testemunha. Vá até o espelho e diga. 'Ei, amo você!' Ainda não é o teste. Suponho que você vai conseguir fazer isso. O teste é: como você se sente depois disso? Consegue dizer essas palavras com o seu verdadeiro sentido? Ou sente que esse ato de amor por si mesmo é bobo ou ridículo? Carl Jung, o grande psiquiatra, disse certa vez que todos conhecemos as palavras de Jesus: 'O que fizerem ao mais humilde de meus seguidores, a mim é que estarão fazendo'. Depois Jung fez uma pergunta muito perspicaz: 'E se você descobrisse que o mais humilde dos seguidores de Jesus, o que mais precisa do seu amor, aquele que você mais pode ajudar com seu amor, aquele para quem seu amor será mais significativo...é você?' "
[Texto do programa de televisão Free To Be Me, Citado por John Powell em As Estações do Coração]

terça-feira, 30 de março de 2010

McEvangelismo

[Retirado de http://www.buildingchurchleaders.com]

domingo, 14 de março de 2010

As nossas mãos!

[ Bom dia ;DD, que saudades de postar aqui! Tomei vergonha e tirei um tempinho para compartilhar algo que eu li!]

"Onde Deus está no mundo? Como Ele é? Já não podemos apontar para o Lugar Santíssimo ou para um carpinteiro em Nazaré. Nós formamos a presença de Deus no mundo por meio do Seu Espírito que habita em nós. É realmente um fardo pesado.

Depois da 2ª Guerra Mundial estudantes alemães ofereceram-se para ajudar a reconstruir uma catedral na Inglaterra, uma das muitas "vítima" dos bombardeios da Luftwaffe. Enquanto a obra avançava, surgiu um debate sobre qual era a melhor forma de restaurar uma enorme estátua de Jesus de braços estendidos, que trazia a conhecida inscrição " Vinde a mim todos". Uma cuidadosa reconstrução conseguiu reparar todo o dano sofrido pela estátua, com exceção das mãos de Cristo, que haviam sido destruídas por fragmentos de bombas. Eles deveriam tentar a delicadas tarefa de refazer aquelas mãos?
Finalmente os restauradores chegaram a uma decisão que perdua até os das de hoje. A estátua de Jesus não tem mãos, e a inscrição de hoje diz: "Cristo não tem mãos, a não ser as nossas".
Apresento-lhes um mistério: "Neles vocês também estão sendo edificados juntos, para se tornamrem moradas de Deus por Seu Espírito" (Ef 2.22)."- Extraído de Feito de modo especial e admirável ( Paul Brand e Philip Yancey)

Para pensar:
-Mostro a Presença de Deus ao mundo?

-Tenho sido Suas mãos??

God bless!!!
Gre ;D

sexta-feira, 12 de março de 2010

Uma jornada de integridade



"Faze-me justiça, Senhor, pois tenho vivido com integridade. Tenho confiado no
Senhor, sem vacilar."
Salmo 26. 1

Integridade é uma característica valiosa.

Certa vez Bonhoeffer citou as necessidades da igreja atual: "simplicidade, objetividade, homens e mulheres honestos".

A integridade é fruto de um trabalho árduo, é uma viagem de muitas fases de auto-exame e honestidade. A integridade é uma vocação, uma viagem com etapas:

I - Aceitar a matéria-prima que Deus lhe deu.

Cada um de nós temos nossa própria história para escrever, e precisamos aceitar o que temos em mãos.

II - Reconhecer os capítulos ruins que você já escreveu.

Todos nós temos capítulos que gostaríamos de não tê-los escrito, no entanto eles estão lá e precisamos admiti-los e apropriar-se do conhecimento e experiência que eles trouxeram seja de foram direta ou indireta.

III - Criar uma consciência integral.

Nós preferimos abreviar a realidade para se adequar ao nosso conforto. Preferimos negar do que enfrentar as situações ou coisas que exigem um contato direto com a realidade; a realidade de quem somos, o que possuímos, o que acreditamos e como nos sentimos.
A consciência é a atitude mental de estar ciente da realidade a nossa volta. Uma consciência integral trás a realidade de todas as esferas de nossas vidas à uma observação, percepção e adequação conjunta.

IV - Mantenha contato com seu chamado.

Precisamos constantemente nos lembrar do nosso propósito. É extremamente perigoso nos perdermos no meio da jornada nos momentos em que olhamos para estímulos que não são coerentes com nosso chamado.

V- Certifique-se de sua história se encaixa na história de Deus.

Deus está escrevendo sua própria história, na qual temos de encaixar a nossa.


Conclusão

Certifique-se de sua história termina com Deus e com integridade.


[Compilado a partir do sermão de Lewis Smedes, "The Journey of Integrity "]

* Áudio do sermão (em inglês)

Pesquisar

Carregando...